Investimentos em “Green Bonds” movimentam o mercado Agro

O assunto do momento no ambiente corporativo e de investimentos gira em torno da sigla ESG, que em inglês significa Environmental, Social e Governance. Basicamente, essa sigla se refere à adoção das melhores práticas empresariais em temas ambientais, sociais e de governança.

Sob o aspecto ambiental, os “green bonds” (títulos verdes) vêm cada dia mais despontando como uma ferramenta interessante para a captação de financiamento de empresas, na medida em que conciliam benefícios sob o ponto de vista financeiro (juros menores), fiscal (alíquotas reduzidas) e marketing (reputação empresarial).

Para ser considerado um “green bond” o título deve possuir relação com o financiamento de algum projeto sustentável. 

Recentemente aqui no Brasil, um grupo de produtores de grãos captou mais de R$ 63 milhões de reais, através da emissão de uma “CRA Verde”, que é um certificado de recebível do agronegócio lastreado em cédulas de produto rural.

Como contrapartida, diversas ações socioambientais foram assumidas pelos produtores. Ao longo de todo esse processo, empresas com soluções inovadoras e tecnológicas participarão do projeto. A @produzindocerto será a responsável pela fiscalização, monitoramento e emissão de relatórios a investidores, a fim de garantir o cumprimento das obrigações assumidas pelos tomadores do crédito, enquanto que a AgroFintech TrAIve cumpriu o papel de análise de crédito e de risco dos produtores rurais. 

Esse é um exemplo interessante que demonstra mais uma vez a relevância do mercado Agro no Brasil, e o mar de oportunidades que empresas de tecnologia podem explorar e oferecer a esse setor.

fonte: https://www.beefpoint.com.br/grupo-de-produtores-capta-r-636milhoes-em-cra-verde/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais insights do slap.LAW