Quando foi criada a LGPD no Brasil?

Como surgiu a LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados foi criada em 2018 e entrou vigor 2020. Saiba mais.

Quando iniciou a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados?

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) é uma lei federal que regulamenta o tratamento de dados pessoais, garantindo a privacidade e a segurança das informações. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGP) foi criada em 13.709/2018 e entrou em vigor em agosto de 2020 e tem como objetivo proteger os dados pessoais dos cidadãos brasileiros, com exceção das sanções da lei, que entraram em vigor em agosto de 2021.

A LGPD é importante porque regulamenta o tratamento de dados pessoais, garantindo a privacidade e a segurança das informações. A lei também estabelece as responsabilidades dos controladores e operadores de dados, além de criar mecanismos para garantir o cumprimento da lei.

Neste conteúdo, você vai entender o que é a LGPD, quais são os seus principais objetivos e como ela afeta o dia a dia das pessoas. Além disso, vamos te mostrar como a lei impacta as empresas e quais são as principais obrigações delas para cumprir a LGPD.

qual o objetivo da LGPD?

A LGPD norteia a obrigatoriedade da conscientização para o tratamento, por parte das empresas, dos direitos dos titulares de dados pessoais no Brasil.

A LGPD dita, em alto nível, obrigações e direitos no tratamento de dados pessoais, não regulamentando no detalhe questões muito relevantes para a Nova Economia, lastreada na tomada de decisão baseada em dados – data driven society.

Em suma, a lei tem como principais objetivos assegurar que as pessoas tenham controle sobre seus dados pessoais, garantir o direito à privacidade e à proteção dos dados pessoais, além de estabelecer regras para o uso desses dados.

Quais as principais medidas que os empresários devem tomar?

Como dito, a LGPD vem para regular um setor em franco crescimento, cabe ao empresariado colocar em suas pautas a adequação à Lei, no tempo que suas prioridades de manutenção dos empregos e da atividade econômica permitirem.

As principais medidas que os empresários devem tomar para se adequar à LGPD são:

  1. Avaliar os impactos da LGPD na sua empresa;
  2. Desenvolver um plano de ação para a adequação às novas regras;
  3. Revisar as políticas e procedimentos internos relacionados ao tratamento de dados pessoais;
  4. Designar um responsável pelo cumprimento da LGPD na sua empresa;
  5. Treinar a equipe interna sobre as novas regras;
  6. Elaborar um contrato padrão para o tratamento de dados pessoais;
  7. Implementar medidas de segurança para proteger os dados pessoais;
  8. Acompanhar as evoluções da LGPD e se manter atualizado.

Por fim, não é de hoje que a adequação aos princípios da proteção de dados e privacidade tem sido utilizada como diferencial competitivo no mercado, sendo, além de uma questão de sobrevivência, um ponto positivo em relação aos outros players e uma característica importante nessa nova Era de Negócios mais transparentes, em que os consumidores devem estar no centro da relação.


Gostou deste coonteúdo? Acesse nossos artigos semanais exclusivos sobre as mais recentes alterações da LGPD. Leia mais aqui: Insights Slap Law.

Veja mais insights do slap.LAW