O que faz uma cidade virar um Pólo de inovação?

Cidade Pólo de Inovação

Você quer descobrir como as cidades podem se tornar pólos de inovação? Para responder essa questão, nós preparamos um artigo que vai te ajudar a entender esse processo.

como uma cidade se torna um Pólo de inovação?

Segundo pesquisadores, existem vários fatores envolvidos, como acesso às universidades e institutos de pesquisa, presença de empresas inovadoras, investimento em infraestrutura e qualidade de vida.

Mas é claro que o principal ingrediente é a mentalidade aberta das pessoas da cidade: elas precisam estar dispostas a experimentar novas ideias e ajudar na disseminação delas. Um bom exemplo disso é São Francisco, nos Estados Unidos. Ela se tornou um dos principais centros mundiais de inovação graças à sua atitude receptiva e à quantidade de empresas inovadoras que lá estão instaladas.

Para entendermos melhor, vale trazer uma definição importante sobre o que é um ecossistema de inovação.

O que é um ecossistema de inovação?

Ecossistema de inovação é um termo utilizado para descrever a interação entre diferentes agentes – indivíduos, empresas, instituições etc. – na geração e disseminação de ideias inovadoras. Essa definição nos mostra que, para haver inovação, é necessário que diversos atores estejam envolvidos e colaborando entre si.

Onde estão os maiores ecossistemas do mundo? 

Você já sabe que é nos Estados Unidos que está concentrada grande parte dos pólos de inovação do mundo. Por lá, diversas cidades ou regiões conseguiram se desenvolver a ponto de atrair empresas, talentos, recursos e a atenção do mundo, impulsionando a inovação de forma exponencial. 

O caso mais conhecido é, obviamente, o Vale do Silício, na Califórnia, berço de algumas das mais valiosas empresas do mundo, como Apple, Google e Facebook. 

Mas além de empresas de sucesso, o que mais estas cidades e regiões possuem em comum?

Certamente, antes das grandes empresas lá se desenvolverem existia um ambiente de negócios propício, com incentivos governamentais, por exemplo, mas, especialmente, proximidade com universidades e seus pólos de pesquisa. 

E tem um ponto adicional, é preciso uma mentalidade empreendedora. 

Seja por necessidade, por vocação ou até planejamento de governo. 

Nos Estados Unidos, parece-nos que além de todo ambiente propício, existe uma vocação para o empreendedorismo.

Tanto é assim que outras cidades dos Estados Unidos conseguiram, talvez sem tanto sucesso como o Vale do Silício, virar pólos importantes de inovação com seus próprios ecossistemas. 

Como exemplo podemos citar:

  • Boston (onde ficam as Universidade de Harvard e MIT – Massachusetts Institute of Technology, duas das mais prestigiadas e famosas universidades do mundo),;
  • Austin (sede de um dos eventos mais importantes da indústria criativa e de inovação do Mundo – SXSW);
  • Novo pólo de atração Miami – que tem atraído cada vez mais empreendedores e a indústria. 

Por necessidade, por exemplo, podemos citar Israel, que é um país minúsculo, que conseguiu um destaque enorme quando se fala em inovação. Por lá, as empresas já nascem Globais, porque é o único caminho para o sucesso. Como exemplo, lá surgiu o Waze.

A última forma de se criar uma mentalidade é através do fomento estatal. Nesse caso, podemos citar a China, que vem despontando como grande player global no cenário de inovação e empreendedorismo. Lá, o governo dá incentivos, inclusive muito via investimento direto, não só como subsídio, mas investimento via fundos estatais, aumenta exponencialmente o número de vagas em universidades, especialmente para carreiras relacionadas à inovação, como engenharia.

Assim, além de um mercado pujante, incentivos estatais agressivos, cria-se uma densidade de talento absurda, fazendo com que a China duele com os Estados Unidos, também, nessa frente. 


Você pode conferir outros insights sobre inovação no blog do Slap Law. Você encontrará artigos que abordam diversos assuntos ligados à inovação, como gestão de ideias, empreendedorismo e tecnologia. Além disso, o blog também traz dicas e informações sobre o ecossistema das startups e os principais desafios enfrentados pelos empreendedores. Então, se você está buscando conhecimento sobre inovação, esse é o lugar certo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja mais insights do slap.LAW

slaplaw

Contrato de Transferência de Tecnologia e Startups 

O contrato de transferência de tecnologia é um acordo formal entre uma empresa e um indivíduo ou organização para o qual a empresa cede os direitos de uso de uma determinada tecnologia. Em linhas gerais, são acordos formais entre duas ou mais partes, nos quais se especificam os termos e condições do compartilhamento da tecnologia. 

Saiba mais