Extorsões de dados de empresas no Brasil em 2020 é alarmante

Em pesquisa realizada pela empresa de segurança @sophossecurity, 37% das empresas brasileiras foram alvo de ataques de ransomware em 2020. 

O que é Ransonware?

Para quem não conhece, ransomware é uma forma de software de extorsão de dados através de uma infecção por malware. O ransomware ganha acesso ao dispositivo ou base de dados e então um resgate é exigido pelo hacker ou atacante. Na maioria dos casos, o resgate é exigido em criptomoedas, diante da ausência de lastro das moedas digitais.

Quem é o foco?

De acordo com a @sophossecurity, a média de pagamentos de resgate no Brasil chega a US$ 571 mil dólares, três vezes mais que a média mundial de pagamentos. Os ataques estão cada vez mais direcionados em empresas de setores essenciais, como alimentação, comunicação e infraestrutura. A ideia é mirar setores que não podem ficar fora do ar por muito tempo, ocasionando um valor maior de resgate. 

Prontuários médicos também estão no alvo dos hackers, diante da possibilidade de uma dupla extorsão: das empresas responsáveis pelo vazamento e usuários que não querem ver seus dados sendo compartilhados. 

O que fazer para evitar ataques?

Para mitigar os riscos de invasões e vazamentos, existem inúmeras medidas que as empresas podem adotar. Como exemplo, empresas podem adotar uma sistemática de backup de dados em caso de perda ou até mesmo uma proteção de camadas do sistema, isolando redes infectadas antes de comprometer toda a estrutura.  

O importante é o cuidado das empresas com medidas de segurança da informação.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja mais insights do slap.LAW