8 profissionais que estão em alta nas startups

Conheça os 8 profissionais mais valorizados nas startups atualmente, desde analista de dados até gerente de tráfego.
Confira oito profissionais requisitados pelas startups

O Brasil tem mais de 12.700 startups, segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups). Em 2020, segundo levantamento da mesma instituição, eram mais de 50 mil empregos criados por essas empresas. 

Embora os últimos movimentos de demissão em massa, ainda existe uma demanda grande por mão de obra, especialmente, das Startups mais maduras. 

Essa ascensão das startups gerou o surgimento de novas profissões que exigem versatilidade e atualização constante. 

As empresas da nova economia acabam, por conta de seu perfil inovador e de sua base tecnológica, tendo que buscar profissionais alinhados ao seu perfil.  

Com o objetivo de atender às demandas do mercado, essas empresas procuram por profissionais que sejam capazes de pensar fora da caixa e oferecer soluções inovadoras e que estão diretamente ligadas à criação e implementação dos produtos e serviços ofertados.

Tudo isso, obviamente, utilizando-se conhecimento em ferramentas tecnológicas. 

Hoje, convidamos você a conhecer um pouco mais sobre as profissões mais procuradas pelas startups, como:

  1. Analista de Dados
  2. Diretor de Marketing
  3. UX\UI Designer
  4. Gerente de Produto
  5. DevOps
  6. Business Developer
  7. Growth Hacker 
  8. Gerente de Tráfego 

1. Analista de dados

O trabalho do analista de dados consiste em analisar e organizar  os diversos dados de clientes, produtos e/ou desempenho da empresa, buscando identificar indicadores úteis para a tomada de  decisão. 

As informações fornecidas por esse analista permitem que as empresas definam os produtos/serviços a serem oferecidos aos clientes de acordo com suas necessidades. Permite melhor definir a estratégia de marketing a ser adotada ou as diversas melhorias a serem realizadas no processo produtivo. 

Ele irá, assim, organizar as bases de dados  necessárias para a empresa para garantir que haja uma gestão baseada em dados (data driven). 

2. Diretor de marketing (ou Chief Marketing Officer – CMO)

Esse profissional deve ser capaz de desenvolver a estratégia de marketing, em todas suas verticais. 

O Diretor de marketing deve ser capaz de identificar oportunidades, montar estratégias e direcionar o time de marketing nas mais diversas áreas de atuação, especialmente no mundo digital, mas também nas estratégias tradicionais. 

Esse profissional está diretamente ligado à direção geral de uma empresa e desempenha um papel mais gerencial e estratégico. 

Ele também participa ativamente no desenvolvimento de negócios e trabalha em estreita colaboração com o departamento de vendas e desenvolvimento de produtos e serviços.  

3. UX\ UI designer

A função do designer de User Experience (UX) e de User Interface (UI) é uma evolução do cargo do antigo  web designer. O aparecimento de tais posições mais específicas acompanha o desenvolvimento e amadurecimento do mundo web.  

E a grande relevância desses profissionais é a importância da interação e otimização das plataformas web e mobile, assim como a customização e constante busca por interfaces mais amigáveis aos usuários. 

Essas profissões são mais frequentemente abertas em atividades que envolvem consumidores finais, onde a jornada do cliente é o principal desafio de design da plataforma, especialmente pensando-se em conversão de venda e permanência do usuário nas plataformas.

Ou seja, o UX Designer é responsável pela experiência do usuário pela jornada de utilização, caminhos, botões, abas e cliques. 

O UI Designer, por sua vez, é responsável por melhorar a interface do usuário. O objetivo é tornar a navegação mais fácil e intuitiva. É quem cuida, também, da aplicação adequada das diretrizes do Manual de Identidade Visual nas plataformas, sites e apps. 

4. Gerente de Produto ou Product Owner (PO)

O gerente de produto é responsável pelo planejamento, coordenação, marketing e controle dos produtos e serviços a serem comercializados – desde o lançamento de um novo produto até o desenvolvimento dos existentes. 

Como interface entre marketing, vendas, produção e desenvolvimento, o gerente de produto se concentra nas necessidades do cliente e usa isso como base para determinar os requisitos correspondentes do produto. 

Em suma, é quem define estratégia de desenvolvimento, lançamento e acompanha evolução do produto ou serviço. 

5. DevOps

DevOps é uma profissão recente, um perfil duplo que combina as qualidades de desenvolvedor e administrador de sistemas. 

Embora essas duas atividades fossem antes bastante distintas, o DevOps é um perfil mais completo e, por isso, acaba sendo mais  procurado por ser versátil e mentalidade focada nas metodologias ágeis, facilitando o desenvolvimento eficiente dos produtos e serviços da startup. 

O DevOps primeiro cria a aplicação ou o site e depois torna-se responsável pelo seu funcionamento e melhoria a médio e longo prazo, de acordo com as necessidades identificadas pela startup. 

6. Business developer (Desenvolvedor de Negócios)

O papel do Business Developer é encontrar novos clientes. A principal missão do desenvolvedor  de negócios é detectar as necessidades dos potenciais clientes de sua empresa, detectar as alavancas de crescimento comercial e colocá-las em prática.

Ele é responsável por garantir que a empresa se desenvolva com sucesso – tanto estratégica quanto operacionalmente. Sua tarefa é identificar áreas de negócios que ainda não foram desenvolvidas ou desenvolver e implementar novos produtos. Em resumo, o objetivo é satisfazer e fidelizar os clientes existentes, conquistar novos e aumentar as vendas da empresa.

7. Growth Hacker 

A profissão de growth hacker está se tornando cada vez mais requisitada, em particular no ambiente de startups. Seu objetivo: gerar o máximo de crescimento em um mínimo de tempo

Versátil, o growth hacker domina ferramentas de marketing e aquisição na web, ele também é especialista em dados e possui uma mente analítica. 

Reativo, ele sabe tomar decisões para otimizar de forma rápida e eficiente os processos de trabalho da área de marketing e vendas para melhorar o desempenho: atrair mais prospects e convertê-los mais rapidamente. 

8. Gerente de Tráfego 

O gestor de tráfego é responsável pela aquisição de tráfego para uma ou mais plataformas web. Sua função é implantar campanhas na internet para ampliar e gerar mais oportunidades no mundo digital – normalmente focando em conversão de leads.

O seu papel se estende à análise quantitativa e qualitativa do tráfego, de forma a aumentar a eficácia e eficiência das campanhas de marketing digital. 

Esta posição consiste na gestão da aquisição (otimização) de tráfego, desde a estratégia à implementação, passando pela análise e medição do tráfego gerado, investimento, retorno e a conversão gerada pelo fluxo de leads para o funil de venda. 

O gerente de tráfego geralmente trabalha dentro de uma equipe de marketing digital, em colaboração direta com as equipes de vendas, mas também com as equipes de comunicação e TI de uma empresa.

As profissões citadas acima não são específicas para startups, mas são algumas que unem o conhecimento e a experiência relacionados ao mundo digital, espaço dominado pelas empresas de tecnologia e startups. 

Neste sentido, surgem cada vez mais oportunidades para profissionais que unem conhecimentos técnicos, experiência no contato com o cliente e know-how de marketing e vendas e que buscam aprendizado constante.

O  mercado está mudando rapidamente devido a novas tecnologias e tendências e, obviamente, as posições e profissões irão sempre acompanhar essa evolução e especialização.


Se você gostou deste conteúdo e está interessado em saber mais sobre startups, recomendamos ler nosso artigo Plano de negócios para startup: do conceito à ação e entenda os elementos fundamentais de um plano de negócios, como segmentação de mercado, estratégia de vendas e projeções financeiras.

Compartilhe

Você também pode gostar!

Entenda o que é direito autoral
Propriedade Intelectual

Entenda os direitos do autor

Direitos autorais são o conjunto de prerrogativas legais concedidas ao criador de uma obra intelectual. O direito autoral se aplica a uma ampla variedade de criações intelectuais.