O Pix vem ai e promete revolucionar o sistema de transações bancárias

A essa altura, depois de toda comunicação que estamos recebendo, seja dos bancos, das redes sociais e, até, do jornal, você já deve saber o que é o tão falado PIX. 

Se ainda não está seguro se sabe ou não o que é, recomendo que assista esse vídeo curto produzido pelo nosso time, em que explicamos tudo que você precisa saber. 

Basicamente, é um formato de transferência bancária instantânea, entre pessoas físicas e também jurídicas, disponível 24 horas por dia, que vem para substituir o DOC e a TED. 

Além de ser uma evolução em termos de tecnologia, algo muito mais alinhado ao nosso mundo das mensagens instantâneas e digitais com smartphones, é um avanço que, vindo do Banco Central Brasileiro, abre muito espaço para entrada de centenas de players que antes pouco participavam do mercado de pagamentos e transferências. 

Para se ter uma idéia, mais de 760 instituições, incluindo bancos, financeiras, fintechs (empresas de tecnologia no setor financeiro) , instituições de pagamentos, entre outras, foram aprovadas pelo Bacen para operar o PIX. 

Dentre as instituições aprovadas, lideram as fintechs e bancos digitais queridinhos do mercado com a liderança do Nubank, Mercado Pago e Pagseguro, sendo o Bradesco o primeiro Banco gigante a figurar no ranking.

Segundo notícias, já há mais de 50 milhões de chaves cadastradas, mecanismo utilizado para as transações, das quais o telefone, cpf e email são opções do usuário.

Chama a atenção, ainda, que o Bacen rejeitou o cadastro de alguns bancos gigantes e conhecidos, como o Banco XP, além do PayPal do Brasil e o grande e esperado sistema de pagamentos do Whatsapp Pay.

Certamente os players rejeitados vão se adaptar e conseguir a aprovação do Bacen, ficando todos nós ansiosos para ver os próximos capítulos da relação Bacen, PIX e Whatsapp. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *